Paint it as you like

I can’t get enough of saying how important proactivity is on a model. But let me detail it a little more and give you a very practical example… most models think that being proactive is texting photographers they know, hoping they’ll accept shooting them just because they are nice or whatever… but seriously… don’t you think they’ll need something more to spend a couple days of their life just like that or gathering a group of people to work with that model?

Now, let me give you an example of one of the possible ways of doing this in a far more interesting way. A few months ago, the model Ana Elisa created a pretty cool moodboard that she then posted on her Instastories. Actually, creating different types of moodboards is something she does from time to time. But the thing is, that specific moodboard caught my attention and I actually saved it in my phone.

A few weeks later, when I was discussing possible ideas with the stylist and producer Lúcia Valdevino, I showed her this moodboard Ana Elisa had done and just like me, she was quite into it. From there… I think you can guess how we got the images bellow.

One can argue that this might have been a “one time only situation”, but I would argue that the more you make and put out there, the more chances you get of finding yourself one of these “one time only situations”. It’s just a thought 🙂  and please note, I’m not saying people should start doing moodboards… what I’m saying is, that it’s important to know how to add value, instead of just asking.

As for the shooting itself, well, I had already worked with Ana Elisa a couple times before, so, I knew she would totally fit in her own moodboard. It was a somewhat challenging shooting for me, not so much because of being a colourful theme, but more because of the simplicity of it. Though I love minimalism, when it comes to shootings, everyone that works in this area, knows very well how thin is the line of a simple looking set shooting and a dull and boring one.

But, since we were working as a team, I guess we managed to work around it and ended up getting some pretty cool images 🙂 

Credits

ana elisa central models
ana elisa central models
ana elisa central models
ana elisa central models
ana elisa central models
ana elisa central models
ana elisa central models
ana elisa central models
ana elisa central models
ana elisa central models
ana elisa central models
ana elisa central models

A pro-actividade das modelos, é daquelas coisas que não me canso de enaltecer. Mas deixem-me detalhar um pouco mais e dar um exemplo prático. A maioria das modelos, acha que ser pro-activa, se resume a enviar uma mensagem aos fotógrafos que conhecem, na expectativa de que queiram fotografar só porque são simpáticas ou giras… mas a sério… não acham que os fotógrafos precisam de algo mais para dispensar de uns dias da sua vida ou para reunir uma equipa para trabalharem com essa modelo?

Agora, aqui fica um exemplo de uma possível forma de fazer as coisas de maneira mais interessante. Há alguns meses atrás, a modelo Ana Elisa fez um moodboard muito fixe, que depois partilhou nas Instastories dela. Aliás, fazer diferentes tipo de moodboards, é uma coisa que ela faz de tempos a tempos. Mas a questão é que, este moodboard em específico, chamou-me a atenção e acabei por guardá-lo no telemóvel.

Umas semanas depois, quando estava a trocar ideias possíveis de fotografar com a stylist e produtora Lúcia Valdevino, mostrei-lhe esse moodboard que a Ana Elisa tinha feito. E tal como eu, a Lúcia também ficou bastante interessada no tema. A partir daí… acho que conseguem imaginar como chegámos a estas imagens.

Podem dizer que isto foi uma situação pontual. Talvez. Mas eu diria que, quanto mais se faz e se mostra ao mundo, maiores as possibilidades de se encontrarem essas “situações pontuais”. É só uma ideia… 🙂  e atenção, não estou a dizer que a solução é fazer moodboards… o que estou a dizer, é que é importante fazer-se algo mais, algo que acrescente algum valor, em vez de simplesmente pedir.

Quanto à sessão em si, bom, eu já tinha trabalhado com a Ana Elisa anteriormente, por isso, sabia que ela se encaixava perfeitamente no seu próprio moodboard. Foi um tema um tanto ou quanto desafiante para mim, não por ser tão colorido, mas pelo minimalismo. Embora eu goste da onda minimalista, quem trabalha nesta área, sabe bem o quão ténue é a linha entre fazer uma sessão com um set simples e fazer uma sessão aborrecida e sem grande interesse.

Mas, como estávamos todos bem alinhados sobre o que se queria fazer, acho que conseguimos um belíssimo conjunto de imagens 🙂 

Créditos