A Girl Called Matilde

Matilde Reymão isn’t exactly a surprise for me. I met her in 2016 when she was still a new face and with little experience. But from that first impression, I immediately got that “this girl has got something” feeling, you know? 

And then, in just a couple years, she’s becoming this stunner! And I’m not talking only about the way she looks (it’s not like she changed that much since 2016), I’m talking about her vibe, about her fierceness which seems to be becoming more glaring with the experience she gained during this period.

I guess that’s one of the things I love about this line of work - to see how people with talent, actually do something with it! I think Matilde is a clear case of that and I can’t keep but wonder, how far can she go. And being part of that path, even if that’s just through some photos, really makes me smile 🙂 

So, knowing of Matilde's potencial, made me want to explore more of it and so, Lúcia Valdevino, Marta Pereira and Francisca Carreira joined me, to bring to life the images bellow. And I’m really happy with it, because I think we managed to make different images for Matilde’s portfolio and at the same time, show her allure!


Credits

matilde reymao central models
matilde reymao central models
matilde reymao central models
matilde reymao central models
matilde reymao central models
matilde reymao central models
matilde reymao central models


A Matilde Reymão não é propriamente uma surpresa para mim. Conheci-a em 2016, quando fotografámos pela primeira vez, ainda ela era uma “new face” a dar os primeiros passos enquanto modelo. Mas logo nessa primeira vez, fiquei com aquela sensação “esta miúda tem qualquer coisa de diferente”, sabem?

E depois, em pouco mais de dois anos e tal, ela está a tornar-se neste mulherão! E não estou a falar só do aspecto dela (não é que ela tenha mudado assim tanto desde 2016), estou a falar da vibe dela, da garra dela que está cada vez mas evidente e que lhe dá um brilho muito próprio, resultado não só da pessoa que ela é, mas da experiência que tem vindo a ganhar ao longo deste tempo.

E acho que é uma das coisas que adoro neste trabalho - ver como as pessoas com talento, fazem realmente algo com ele! E acho que a Matilde é um desses casos e não posso deixar de me perguntar, até onde é que ela poderá ir? E fazer parte desse caminho, ainda que apenas através de fotografias, já é uma coisa que me faz sorrir 🙂 

Sabendo do potencial da Matilde, fez com que quisesse explorar um pouco mais a imagem dela e com a colaboração da Lúcia Valdevino, da Marta Pereira e da Francisca Carreira, criámos este conjunto de imagens. Fiquei muito satisfeito com os resultados, porque acho que conseguimos fazer imagens um pouco diferentes daquelas que a Matilde já tinha no portfolio e ao mesmo tempo, mostrar algum do brilho muito próprio dela.

Créditos