Labels... can we just not use them on people?

Labels… it really bothers me when applied to people.

I get it that it makes it easy to categorize things, but they also limit our perception of things and when applied to people… that’s even worst!

That’s why I always have a hard time replying to the question “what do you do?”, because answering “i’m a photographer”, never seems to be enough.

I often present myself as a "fashion and portrait photographer” just to make it easy, but that’s not totally accurate.

I do indeed shoot mostly fashion and portrait assignments, because I really love it, but that doesn’t mean that I don’t know how to shoot other subjects. From events to corporate photography, weddings, traveling, still life, sports, etc etc… the only difference is the amount of experience I have. Because the technical part, generally speaking, is pretty much the same.

So, next time someone tells you that he/she is a “fashion or portrait photographer” (or anything else), don’t just stop there. If you’re really curious about what is it that people do, ask a couple a more questions before labeling that person :)

Campaign for Pureza Mello Breyner

Campaign for Pureza Mello Breyner

Lapa 82 Bed & Breakfast

Lapa 82 Bed & Breakfast

Press Day at SISLEY

Press Day at SISLEY

Rótulos... incomodam-me mesmo quando são aplicados a pessoas!

Percebo que facilita a categorização das coisas, mas também limitam a nossa percepção das mesmas e quando aplicados a pessoas... ainda pior!

Por isso é que tenho sempre algumas dificuldades em responder à pergunta "o que fazes?", porque responder "sou fotógrafo", parece ser sempre insuficiente.

Normalmente apresento-me como "fotógrafo de moda e retrato", só para facilitar, mas não é totalmente verdade.

É um facto que a maioria do meu trabalho ando à volta da moda e de retratos, porque é algo de que realmente gosto, mas isso não quer dizer que não sei ou não gosto de fotografar outras coisas. Desde eventos corporativos, a casamentos, passando por viagens, fotografia de produto, etc etc... a diferença está simplesmente na experiência. Porque a parte técnica, genericamente falando, é quase sempre a mesma. As regras básicas de composição, focagem, medição de luz, etc, não variam muito dentro das diferentes áreas.

Por isso, da próxima vez que alguém vos disser que é "fotógrafo de moda ou de retrato" (ou outra coisa qualquer), não se fiquem por aí. Se realmente querem saber o que é que uma pessoa faz, então o melhor é fazerem-lhe mais algumas perguntas, antes de "rotularem" essa pessoa :)